Chá comigo

Heroína

Desafetos eram o ponto de partida. O dia foi cheio com polícia, muro, suor, miolo quente, morro, bate-boca, gritos, perdões, e Vulto queria dormir, embora fosse impossível antes das 4h. Havia separado toda a mercadoria para M.F. buscar, antes que ele mesmo fizesse o serviço. “Ser mula nunca mais”, falava para si, dono de uma […]

Alun@s, Christian Grey não é o homem de suas vidas

Eu não quero falar da literatura de Erika Leonard James. Também não quero falar de detalhes cinematográficos do filme “50 tons de cinza”. Só vim avisar: o cobiçado personagem masculino, homem atraente, sedutor, que tira suspiros de quem gostou da história cinzenta, não pode ser aquele príncipe que habitou o seu imaginário durante todo esse […]

Já que sou aquariana

Os aquarianos não têm inferno astral, disse Joanna, que entende de aquarianos como ninguém. Ela deve entender também que, para um aquariano, inferno astral sequer existe. Ao que parece, paraíso astral tampouco. E o que acontece então? Dentro de todo um campo astral complexado, ser aquariano parece contradizer forças esotéricas e tudo o que se conspira […]

Quem sabe isso quer dizer amor (ou: eu não sei falar de amor)

Parece-me fácil viver sem ódio. Sem amor, acho impossível. A frase atribuída a Borges podia virar hino. Talvez mais de oitenta por cento das canções que nos rodeiam tematizam o amor, por isso fiz questão de colocar uma delas no título deste texto. Nelas, o amor é bonito, chato, brega, triste, incrível, doloroso, embora eu […]

A difícil tarefa de escrever sobre conjunções, esquinas, paralelas, bifurcações e Pedro Demenech

Demorei a escrever sobre os textos de Pedro Demenech porque cada linha deste livro é desenhada aos seus detalhes. Aos olhos sempre atentos. Assim, ler estes textos é um presente do autor cuja voz ecoa em nossos ouvidos e narra por estilos diversos mas muito próprios para apenas um livro. Na verdade, dizer que este […]

Procurar o cheiro da casa

O sentimento de posse é dos mais satisfatórios porque possuir significa sentir que é meu, e de mais ninguém. Ter posse é ter, é poder ter. Além de querer dizer “eu posso”, não há sensação de maior valor – a posse do gritar posso. E deparar-se com isso em casa, usufruindo dos pronomes possessivos da […]

Entre sonhos, Luízas e terras – “Talvez a história tenha sido outra”

É por estar sonhando muito durante essas últimas noites que me recordo de um livro lido há tão pouco tempo e sobre o qual ainda nada disse. Já são noites seguidas sonhando com estradas, besouros, cobertores, amigos, sentimentos e ideias. E porque a autora do citado livro um dia dissera que suas histórias são construídas […]